Fibromialgia atinge quase 3% da população brasileira; doença pode causar dor até ao abraçar alguém

  • 31/01/2020
  • 0 Comentário(s)

Fibromialgia atinge quase 3% da população brasileira; doença pode causar dor até ao abraçar alguém

Uma dor perturbadora. Assim é definida a fibromialgia por aqueles que sofrem dessa doença. A patologia, de acordo com o especialista em dor crônica, André Félix, ainda tem a sua causa desconhecida pela medicina, mas sabe-se que se trata de uma doença caracterizada por dores difusas envolvendo músculos, tendões e ligamentos.

O transtorno está presente em 2,5% da população brasileira, segundo dados da Sociedade Brasileira de Estudo da Dor (SBED).

Quem conhece bem esse problema é Layss Monteiro Alcântara. A professora de 29 anos, que descobriu a doença aos 22, no auge da faculdade e trabalho, revela que a dor era tanta que não permitia que ela tivesse um convívio social normal. Um simples abraço ou até mesmo um aperto de mão já eram suficientes para desencadear o sofrimento.

Lais conta que teve que parar os estudos por algum tempo. “Eu cheguei ao ponto de desmaiar de dor. Os desmaios eram frequentes e eu não sabia o que estava acontecendo. Não conseguia fazer nada, qualquer movimento que eu fazia sentia dores”, revela a jovem que ainda comenta que no início desconfiava de algum problema de coração, já que sentia dor no peito e tem integrantes na família com o problema. Porém, os exames não apontavam nada.

Esse é um relato comum de pacientes que sofrem com esse mal. É o que revela o especialista: “A fibromialgia é um transtorno de dor crônica generalizada que traz grandes impactos na qualidade de vida do indivíduo. É como se o sistema cerebral que regula a dor ficasse supersensível aos estímulos externos”.

A professora cometa que o diagnóstico foi muito difícil. “Me consultei com vários médicos, mas só descobri mesmo seis meses depois da primeira consulta e, a partir daí, dei início ao tratamento aliado com a prática de exercícios físicos. Hoje consigo controlar a dor com a medicação e evitar as crises”, disse.

Tratamento

A fibromialgia é uma dor crônica que causa dores fortes por todo o corpo durante muito tempo e sensibilidade nas articulações, nos músculos e nos tendões. Segundo a Sociedade Brasileira de Estudo da Dor (SBED), 37% da população brasileira tem algum tipo de dor crônica. Nesse cenário, a fibromialgia aparece como uma das principais causa. “Essa doença atinge, predominantemente, mulheres entre os 35 e 44 anos e é mais frequente em indivíduos de uma mesma família”, explica o médico especialista em dor crônica André Félix.

A melhor forma de tratar o mal é através de um tratamento interdisciplinar, que é composto por vários profissionais, que trabalham juntos em prol da melhora de cada paciente. “O acompanhamento com um psicólogo também é de extrema importância, pois alguns pacientes que sofreram muitos anos com o problema acabam se acostumando com a dor e quando tratada, a ausência dela não é identificada imediatamente pelo cérebro humano. Por isso a necessidade desse profissional”, disse o especialista.

Dentro do tratamento interdisciplinar para fibromialgia, recursos como fisioterapia especializada, psicoterapia e acupuntura podem trazer ganhos significativos na melhora dos sintomas da fibromialgia. Além disso, a mudança no estilo de vida, uma boa alimentação e exercícios físicos diários são extremamente importantes para o tratamento da doença.

Fonte: Folha Vitória

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

Carlos Ribeiro

NOVA tarde

14:00 - 17:00

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Anderson Freire

Raridade

top2
2. Bruna Karla

Advogado Fiel

top3
3. Aline Barros

Casa do pai

top4
4. Anderson Freire

Acalma o meu coração

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes